O que não pode faltar na educação de seu filho?

5 dicas para pais de meninos. Por Giuliano Miotto, pai, advogado, presidente do Instituto Liberdade e Justiça e autor da Turminha da Liberdade.

8

Uma das tarefas mais complexas para aqueles que levam a sério a tarefa de serem pais de meninos é definir quais são as virtudes e valores que não podem faltar, de modo algum, no processo de educação, bem como na formação moral e emocional dos filhos, sendo que muitos pais enfrentam dificuldades nessa questão. Por isso, resolvi escrever, em breves linhas, cinco dicas de valores fundamentais para que seu filho se torne um homem virtuoso e minimamente protegido do relativismo moderno.

Primeira lição: Respeite as Pessoas, especialmente com as mulheres

Muitos pais tentam estimular seus pequenos garanhões a serem os grandes “pegadores” da turma. Geralmente são os mesmos tipos que não ensinam seus filhos a serem respeitosos com as pessoas. O resultado disso são crianças insuportáveis, desrespeitosas e arrogantes, que tocam o terror na casa dos outros e que também irão crescer tratando as mulheres como meros objetos de satisfação e prazer.

Ensine seu filho a ser respeitoso com os outros, especialmente com as garotas. Mas não faça isso só com palavras, pois o exemplo que ele presenciar em casa, muito provavelmente será o modelo de relacionamentos que ele vai desenvolver durante toda sua vida adulta. Ensine que um homem somente deve se casar com uma mulher se ele for capaz de oferecer a ela amor, cuidado e respeito.

Segunda Lição: Seja uma pessoa honrada

Tem pessoas que não honram os compromissos assumidos, que não conseguem sequer chegar no horário combinado, tentam sempre passar a perna nos outros e trapacear nas provas, não conseguem cumprir com as tarefas básicas do dia a dia, dentre outros comportamentos desonrosos ou que demonstram falha de caráter. Ensine seu filho a ter responsabilidade pelos compromissos assumidos. Diga a ele que é feio trapacear ou mentir. E que somente no dicionário a palavra sucesso vem depois da palavra trabalho. As melhores coisas que podemos conquistar na vida são aquelas que vem do trabalho honesto ou como resultado de relações saudáveis. O que nos leva ao próximo ponto.

Terceira lição: Seja um indivíduo produtivo

Um dos maiores males da atual geração é o pensamento de que somos especiais apenas pelo fato de existirmos. Isso não é verdade. O que nos torna especiais é aquilo que produzimos de valor para a sociedade. Não me refiro apenas a dinheiro e bens materiais, mas também a valores imateriais como caridade, amor, arte, poesia etc. Ensine seu filho que ele precisa dar duro para conquistar seu espaço, o amor das outras pessoas e também para ele constituir o seu patrimônio.

Quarta lição: Não busque atalhos

A modernidade tornou o mundo um lugar cheio de facilidades e atalhos. Todos nós temos essa tendência natural de buscar o caminho mais fácil e de evitar qualquer tipo de esforço ou dor. Mas, como dizem, tempos difíceis fazem homens fortes e tempos fáceis fazem homens fracos. Um exemplo bastante simples é o ensino da tabuada. Algumas pessoas se perguntam porque ainda alguém precisa decorar a tabuada de multiplicação, afinal de contas temos calculadoras, computadores e todo tipo de dispositivo eletrônico para fazer esses cálculos. Mas ainda é importante exigir que seus filhos a decorem a boa e velha tabuada de multiplicação. Mesmo que exista um caminho mais fácil. Com certeza a maior lição disto não será a capacidade de dizer quanto é dois vezes dois.

Quinta lição: Tenha um propósito na vida e cuide da sua família

Nada traz mais desespero e desalento do que uma vida sem propósito. Antes de uma pessoa decidir até mesmo a sua profissão, ela precisa ter um senso de propósito. Vejo muitos pais sonhando com seus futuros filhos como grandes médicos, bem sucedidos advogados, empreendedores de sucesso ou como funcionários públicos. Acontece que ser bem sucedido financeiramente ou profissionalmente não significa que a pessoa será feliz ou emocionalmente equilibrada. Muito pelo contrário, o mundo está repleto de juízes, médicos, empresários e gente bem sucedida, com depressão e síndrome do pânico. Ou profundamente infelizes com sua existência.

Mais importante do que ganhar dinheiro, passar em um concurso ou ser famoso é saber qual o motivo pelo qual se faz isso. É ter um propósito muito bem definido. Viktor Frankl, um neuropsiquiatra austríaco e sobrevivente do holocausto judeu, escreveu que: “Tudo pode ser tirado de uma pessoa, exceto uma coisa: a liberdade de escolher sua atitude em qualquer circunstância da vida.” Ensine seu filho a ter um propósito de vida e, mais do que isso, ensine o valor da família e que nenhum objetivo é mais nobre do que esse, de cuidar da família e estar ao lado de quem se ama.